24 julho 2018

Já dirigiu um carro elétrico?

A indústria automotiva vive um período de intensa inovação, impulsionada por três grandes desafios: o aperfeiçoamento do carro elétrico, o desenvolvimento de um veículo autônomo seguro e a popularização dos serviços de compartilhamento de transporte. São três frentes de pesquisa tocadas em paralelo, mas que certamente estarão juntas na definição do automóvel que, a partir dos próximos cinco ou dez anos, substituirá progressivamente o veículo movido a combustível.

Por volta de 2040, acreditam os

especialistas, o carro elétrico, de direção autônoma e disponível para o compartilhamento deverá ser o veículo predominante, no mundo todo.



Desses três objetivos, a eletrificação do carro é a tendência que avança mais rápido. O carro com propulsão elétrica ou híbrida (com um motor auxiliar a gasolina) ainda é bem mais caro do que o convencional, mas a diferença de preço cai ano a ano, à medida que as baterias vão ganhando mais autonomia e se tornando mais baratas. A oferta de modelos elétricos e híbridos cresce no mesmo ritmo acelerado.



Em 2011, o híbrido Toyota Prius quase não tinha concorrência e vendia alguns milhares de unidades no mundo inteiro. Em 2016, de acordo com a Agência Internacional de Energia (IEA), com sede em Paris, a frota de elétricos e híbridos em circulação já era de 2 milhões, incorporando dezenas de marcas americanas, europeias e chinesas. Em 2017, os elétricos e híbridos já somavam 3,3 milhões – e a previsão da IEA é que eles ultrapassem a marca de 5 milhões até o final deste ano. Por trás desse crescimento destaca-se a China, que aposta alto na eletrificação do automóvel para reduzir seus elevados níveis de poluição – o país responde por cerca de 40% das vendas de modelos com propulsão elétrica.



Na Noruega – por sinal, um grande produtor de petróleo –, já se vendem mais carros híbridos e elétricos do que os movidos a gasolina. A Volks e a BMW garantem que fabricarão versões elétricas de todos os seus modelos a partir de 2025. França e Reino Unido decretaram que os carros a explosão serão banidos de seus países em 2040. Segundo a IEA, os elétricos e híbridos também deixarão de ser mais caros a partir de 2025.



No Brasil, a pátria do etanol, o carro elétrico ainda é uma raridade, por falta de estrutura de recarga e de maiores estímulos fiscais. O programa automotivo Rota 2030, que deverá ser lançado pelo governo ainda este ano, em substituição ao Inovar Auto, promete corrigir essas deficiências – e é apostando nisso que a GM e a Nissan anunciaram o lançamento de seus modelos híbridos mais populares no Brasil, até 2019.



Enquanto isso, a oferta de modelos híbridos e elétricos é cada vez mais diversificada nos Estados Unidos e na Europa – e todos eles podem ser alugados por intermédio da Mobility. Se você nunca dirigiu um, faça essa experiência em sua próxima viagem. Terá em mãos um carro muito mais econômico e silencioso, além de não perder nada em potência para um modelo equivalente movido a petróleo. De quebra, terá a sensação de estar dirigindo num tempo que ainda não chegou para nós, brasileiros. Mas que irá chegar, porque é pra frente que se anda.

Compartilhe com seus Clientes

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: A MOBILITY TURISMO SA utiliza cookies para facilitar o uso e melhor adaptar as Páginas aos seus interesses e necessidades, bem como para compilarmos informações sobre a utilização de nossos sites e serviços, auxiliando a melhorar suas estruturas e seus conteúdos. Os cookies também podem ser utilizados para acelerar suas atividades e experiências futuras nas Páginas.
Abrir Whatsapp
Precisa de Ajuda?
Fale agora com um dos nossos consultores.