Blog Mobility todas
BLOG232432432423432423423432423432432432432432432 Roteiros França

03 de novembro de 2018

Roteiro | França: Bordeaux e Provence

A distância parece grande, mas não se impressione: esse mergulho pelo espírito francês passa por regiões fabulosas – Vale do Loire, Bordeaux, Provence e as cidades de Marseille e Lyon – compreendendo paisagens fabulosas e sabores inesquecíveis, entre eles os melhores vinhos e foie gras do mundo. Sem citar as construções medievais e os festivais rurais. Ou seja, mal dá para se sentir a distância. Para viver essa experiência verifique as melhores opções e alugue acessando a Mobility!

A distância parece grande, mas não se impressione: esse mergulho pelo espírito francês passa por regiões fabulosas – Vale do Loire, Bordeaux, Provence e as cidades de Marseille e Lyon – compreendendo paisagens fabulosas e sabores inesquecíveis, entre eles os melhores vinhos e foie gras do mundo. Sem citar as construções medievais e os festivais rurais. Ou seja, mal dá para se sentir a distância. Para viver essa experiência verifique as melhores opções e alugue acessando a Mobility!

Dia 1 Paris / Tours – 225 km
Aluguel de carro Paris / Tours - 225 km
Na França, sempre há uma estrada secundária que acompanha as grandes autopistas. É uma ótima alternativa para quem curte viajar de carro e acompanhar a paisagem, sem pressa. No longo caminho (para os padrões franceses) de Paris a Bordeaux, você pode fazer paradas estratégicas na região do Loire, em cidades como Blois, Chambord 

Chambord
O maior castelo da região do Loire é o Château de Chambord, do século 16. Com 440 cômodos ao longo de 130 metros de comprimento, 365 chaminés, ele foi erguido ao longo de 12 anos (a partir de 1519) por 1800 trabalhadores, tendo o mestre Leonardo da Vinci entre seus idealizadores. Mas não tinha qualquer função e foi poucas vezes aproveitado. François I só o usava para pequenas estadas, nas quais precisava de 12 mil cavalos para transportar sua bagagem e serviçais. No século 18, ele foi dado de presente pelo rei Luiz 15 a um militar. Depois da Revolução Francesa, passou décadas abandonado.

e Amboise, até pegar o rumo sul em Tours, cidade antiquíssima, citada pelos romanos no século 1. Aqui, aproveite para relaxar na Place Plumereau, uma praça medieval repleta de cafés e construções finamente preservadas desde o século 15, e provar os vinhos da região, ou seja, do Vale do Loire, cujas estrelas são as uvas Sauvignon Blanc e a Chenin Blanc.

Dia 2 Tours / Bordeaux – 350 km
Aluguel de carro Tours / Bordeaux - 350 km
Ao longo da rota que liga o Vale do Loire à região de Bordeaux, a paisagem vai se alterando, deixando para trás “os jardins da França” e entrando na região de Aquitaine, com seu solo calcário e ventos litorâneos. São essas as condições que fizeram de Bordeaux a área de vinicultura mais famosa do mundo. Ao redor da cidade propriamente dita, no “Y” formado pelos rios Gironde, Garonne e Dordogne, estão mais de 20 sub-regiões AOC (ou seja, com rotulação de origem controlada), entre elas Pomerol, Médoc, Graves, Sauternes-Barsac e Saint-Emilion. Na região se produz os tintos Premier Cru, entre eles Château Lafite-Rothschild e o Château Latour. Bem, se você chegou até aqui, provavelmente está interessado na cultura do vinho. E não faltam endereços para realizar seus desejos. Explore o centro da cidade e os cafés da Place de La Victoire. Depois, inspire-se na loja L’Intendant (Alées de Tourny, 2): sua fachada sóbria esconde um tesouro de mais de 15 mil garrafas, que sobem de preço conforme você sobe as escadas em espiral. Dê-se de presente um jantar no La Chapon Fin (rua Montesquieu, 5), clássico da cidade e da culinária francesa tradicional, para uma boa noite de sono.

Dia 3 Bordeaux – 100 km
Aluguel de carro Bordeaux - 100 km
São centenas de vinícolas que abrem para visitação o ano todo e muitas pedem que se reserve o passeio com antecedência, como a Lafitte-Rotschild e a D’Yquem. É bom informar-se no Office de Tourisme de Bourdeaux (Cours du 30 Juillet, 12) sobre as visitas na época de sua viagem. Ou saia sem destino pela estrada e arrisque-se nos vinhedos. A região do Haut (Alto) Médoc tem mais de 150 chateaux tradicionalíssimos. A região de Graves, ao longo do rio Garonne, mistura tintos e brancos. Em Sauternes, dentro da zona de Graves, estão os fabulosos brancos licorosos – o Château de Malle é um desses lugares que precisa ser visitado, com clima familiar e jardins maravilhosos. Para quem prefere um contato ainda mais direto com o vinho, há vários spas de vinhoterapia 

Vinhoterapia
Não basta degustar o vinho, tocar as parreiras e sentir a poeira das adegas. Há quem queira também tomar banho com a bebida. A idéia parecia exótica demais dez anos atrás, quando os primeiros spas de vinhoterapia se instalaram em Bordeaux. Hoje, não. No pioneiro spa do Les Sources de Caudalie , dentro do luxuoso hotel de mesmo nome, os tratamentos usam água mineral, vinhos e extratos de uva, que teriam grandes concentrações de polifenóis, potentes no combate ao envelhecimento., com tratamentos estéticos que têm a uva como matéria principal.

na região.

Dia 4 Bordeaux / Saint-Emillion / Sarlat-la-Caneda – 200 km
Aluguel de carro Bordeaux / Saint-Emillion / Sarlat-la-Caneda - 200 km
Minúscula, praticamente uma vila, Saint Emilion é apaixonante. Seu patrimônio medieval foi tombado pela Unesco e ela produz alguns dos melhores vinhos do mundo. Nas ruas estreitas, de pedra, os aromas de macarons e outros docinhos típicos começam logo cedo – e fazem lotar a confeitaria de Danielle Blanchez, a mais famosa do pedaço. Não à toa, aqui foi filmado o filme Chocolate, com Juliette Binoche. Se você viajar em setembro, pode encontrar a festa da colheita de uvas, celebrada com grandes jantares ao ar livre, fogos e gente na rua. Setembro também encerra a programação de encontros de sexta-feira 

Les Vendredis Vignerons
Entre meio e setembro, a cidade de Saint Emilion organiza os Les Vendredis Vignerons, as“sextas-feiras nos vinhedos”. Trata-se de um passeio de um dia inteiro que inclui visitas aos vinhedos (com degustações) e paisagens da região e um almoço numa vinícola, por 70 euros por pessoa (inclui também transporte). Informe-se no Office de Tourisme, no centro da Saint Emilion, para reservas., uma ótima maneira de conhecer os vinhos da região. Se você conseguir sair da cidade, siga no final da tarde para a pequena Sarlat-la-Caneda, referência de gastronomia francesa.

.

Dia 5 Sarlat-La-Caneda / Toulose – 180 km
Aluguel de carro Sarlat-La-Caneda / Toulose - 180 km
Sarlat ergueu-se no século 9 e sua herança medieval foi ricamente preservada. Nas ruelas, pequenas mercearias antigas deixam os visitantes boquiabertos: são frutas, azeites, produtos de patos e gansos, cogumelos, aspargos… Resumindo: encontra-se de tudo nessa cidade que é considerada capital do foie gras e também das trufas. Às quartas e sábados, o colorido e os aromas também preenchem as ruas: são os dias de feira livre. Além de gourmets de plantão, a cidade também atrai uma grande quantidade de artistas, profissionais ou não, que pintam a curiosa paisagem rural e humana em meio às construções medievais. Apesar dos bistrôs maravilhosos, o melhor aqui é se abastecer com os pães, patês, mousses, queijos e frutas, uma garrafa de Monbazillac ou de Bergerac 

Bergerac
Próximo de Sarlat, no coração da região de Perigord, fica Bergerac, cidade famosa pelo personagem (real) Cyrano e pelos vinhos Monbazillac, Côtes de Bergerac, Pécharmant e outros. A gastronomia é forte: entre construções medievais e casarões do século 19, estão restaurantes que servem fabulosas carnes de todos os tipos, trufas e sopas.

e partir para um piquenique no campo.

Dia 6 Toulosse / Carcassone – 95 km
Aluguel de carro Toulosse / Carcassone - 95 km
A partir de agora, a viagem toma um novo ruma. Ficam para trás os vinhos de Bordeaux (exceto o estoque que você guardou no carro, claro) e inicia-se o caminho pela Provence. Faça uma parada em Tolouse, no meio do caminho entre o Atlântico, o Mediterrâneo e os Pirineus. Com forte herança cultural e histórica, Toulouse, quarta maior cidade da França, tem uma agenda com eventos para o ano todo. Depois da pausa, siga para Carcassone. Entre a Provence e os Pirineus, Carcassone é uma cidade fechada por não apenas uma grande muralha, mas duas, uma compreendendo a outra, erguidas na Idade Média e transponíveis por uma ponte levadiça. A cidade murada, cheia de vielas estreitas, e o castelo (do século 12) merecem uma cuidadosa visita. Carcassone é famosa também por seu cassoulet, a “feijoada branca”, que leva feijões brancos e carnes variadas, entre elas pato e linguiça de Toulouse.

Dia 7 Carcassone / Nîmes / Arles – 280 km
Aluguel de carro Carcassone / Nîmes / Arles - 280 km
Deixe para trás as muralhas de Carcassone e faça uma exploração pela Provence. Na estrada, aprecie a paisagem provençal, que é azul na primavera e no verão, quando os campos de enchem de lavanda. O ar é perfumado também pelas sete “ervas da Provence”, manjericão, alecrim, salva, manjerona, louro, segurelha e tomilho. Essa é uma mistura clássica da culinária regional, repleta de peixes, frutos do mar, vegetais, azeite e influências gregas e árabes (ou seja, a síntese da cozinha mediterrânea). Aqui também se encontram grandes oliveiras, que produzem azeites fresquíssimos. Faça uma parada em Nîmes e passe por sua famosa Pont du Gard, um primor da engenharia romana construído há dois mil anos. A cidade seguinte,Avignon 

Os sinos de Avignon
Sede da igreja católica durante a maior parte do século 14, Avignon possui jóias da arquitetura gótica e medieval como a Notre Dame des Doms, do século 12, o Palais des Papas, em estilo gótico, e as muralhas que protegiam a cidade. Atualmente, como centro universitário, é uma cidade cosmopolita, que recebe estudantes de todo o mundo, mas ainda mantém ecos do passado, como os sinos de todas as igrejas que soam à noite.

, fundada por celtas e enriquecida no período gótico, foi a sede do papado católico entre 1309 e 1377 – a quantidade de igrejas suntuosas desse período não tem igual no mundo. Encerre o dia na Place du Forum, no centro de Arles, cidade entre o campo e o mar que é amada pelos pintores de várias escolas (e foi imortalizada pelo holandês Van Gogh, que aqui viveu e se internou numa casa que ainda existe).

Dia 8 Arles / Aix-en-Provence – 80 km
Aluguel de carro Arles / Aix-en-Provence - 80 km
Aproveite a manhã para explorar ainda mais a bucólica Arles e suas paisagens com cara de impressionismo ao vivo. Faça uma visita ao coliseu. Depois, parta para a capital da Provence, Aix-en-Provence, também conhecida como cidade das águas – o que diz muito do principal filho da terra, o pintor Paul Cézanne (1839-1906), que aqui passou toda a vida e tinha fascínio pela cor azul. Além do azul de suas águas e seus céus sempre claros (o clima é bastante ameno na região), Aix-en-Provence é também dourada de riqueza e no branco de suas estátuas. Explore os campos nos arredores da cidade. São lugares para pausar, pensar na vida, apreciar um bom vinho, com pães e azeite.

Dia 9 Aix-en-Provence / Marseille / Lyon – 420 km
Aluguel de carro Aix-en-Provence / Marseille / Lyon - 420 km
Aos poucos, você deixa para trás as flores e aromas da Provence para entrar nos luxuriantes cenários mediterrâneos da Côte d Azur. A fronteira dos dois mundos está em Marseille, maior porto da França e maior cidade litorânea do país. Se você não quiser seguir em frente, Marseille é um ótimo lugar para se despedir da região e começar sua volta para Paris. Prove a bouillabaisse, a famosa sopa local, que leva frutos do mar e peixes ricamente temperados e descanse na Place des Moulins, no centro velho da cidade, antes de seguir para Lyon.

Dia 10 Lyon / Paris – 465 km
Aluguel de carro Lyon / Paris - 465 km
Depois de nove dias provando as delícias de Bordeaux e da Provence, nada como uma pausa em Lyon para encerrar com classe. Principal cidade da região de Rhone-Alps, ele é considerada a atual capital gastronômica da França. São muitos os restaurantes famosos em seus arredores, entre eles quatro de chefs com três estrelas do Guia Michelin (são eles Paul Bocuse, próximo a Lyon; Marc Veyrat, próximo a Annecy; Georges Blanc, em Vonnas; e Michel Trois-Gros, em Roanne). Visite o Les Halles de Lyon (Cours Lafayette, 102), o mercado favorito dos chefs de cozinha e dos gourmets em geral, para as últimas compras. E, depois desse mergulho na alma francesa, você chega a Paris vendo a cidade com outros olhos.

 

As melhores locadoras, carros de luxo, transfers e motoristas à sua disposição na Mobility.
Alugue agora o carro que mais combina com essa viagem no site www.mobility.com.br!
Deixe um comentário: