24 setembro 2020

Roteiro | Portugal: Norte Ibérico

Desde os tempos romanos, muitos percorreram e alteraram os cenários do norte ibérico: os próprios romanos, os celtas, os mouros, os católicos, os peregrinos… E, hoje, quem atravessa a região são os gourmets, os apreciadores de vinhos, os aventureiros, os arqueólogos amadores, os fãs de história, os esotéricos e todos aqueles que querem conhecer mais sobre a mais famosa rota peregrina do mundo

Dia 1: Porto / Guimarães / Braga – 75km
Aluguel de carro Porto / Guimarães / Braga – 75km

Depois de alugar seu carro em Portugal, mais precisamente no Porto, você pode mirar seu GPS para qualquer uma das estradas e não irá se decepcionar. Os caminhos cheios de curvas das estradas secundárias convidam para vilarejos tradicionais. Mas somente Guimarães aparece nas 41 cidades citadas pelo jornal The New York Times como destino de viagem obrigatório. A vizinha Braga é ainda mais antiga – a cidade é a mais velha de Portugal, fundada pelos romanos como Bracara Augusta há mais de 2000 anos. Capital da região do Minho, a cidade é conhecida pelas receitas de bacalhau.

Dia 2: Braga / Viana do Castelo / Vigo – 135 km
Aluguel de carro Braga / Viana do Castelo / Vigo – 135 km

Antes de deixar Portugal para entrar em território espanhol, faça uma parada em Viana do Castelo, cidade conhecida pelas muitas festas típicas. Viana possui, obviamente, um castelo, o de Santiago da Barra e belas construções góticas no Paço do Concelho. De volta à rodovia N13, você deixará Portugal na localidade de Vila Nova Cerveira, entrando na cidade espanhola de Lovelle.

Dia 3: Vigo / Santiago de Compostela – 85 km
Aluguel de carro Vigo / Santiago de Compostela – 85 km

Saia bem cedo para aproveitar ao máximo as experiências de Santiago de Compostela. Ponto final de uma peregrinação que remonta aos tempos medievais, a cidade tem na sua Catedral a principal e hipnótica atração. É lá que ficam os restos e o suposto manto de Santiago

Santiago
Irmão de São João Evangelista, Tiago ou Tiago Maior (James em inglês) foi um dos 12 apóstolos de Jesus. Os dois irmãos, pescadores, eram muito próximos de Jesus e teriam sido os primeiros a segui-lo. Depois da crucificação de Cristo, Tiago teria ido para Iberia (hoje, Espanha). Ao voltar para Jerusalém, foi decapitado por Herodes em 44 d.C.

A peregrinação
Para os europeus da Idade Média, o mundo acabava em Finisterre, um cabo no litoral espanhol (hoje sabe-se que o ponto mais ocidental do continente é o Cabo da Roca, em Portugal, e o mundo não acaba nele). A região virou ponto de peregrinação ainda no século 9, atraindo pessoas vindas da França, da Inglaterra e da Espanha para cumprir alguma promessa ou ritual no “fim do mundo”.

Dia 4: Santiago de Compostela / Finisterre / Lugo – 190 km
Aluguel de carro Santiago de Compostela / Finisterre / Lugo – 190 km

Uma boa pedida para a manhã é desviar da rota e partir no sentido do oceano, até Finisterre, a 83 km de Santiago de Compostela. Essa mítica cidade é o ponto final dos peregrinos, o local onde eles devem terminar a viagem queimando as roupas que foram usadas no caminho

Os caminhos de Santiago
São várias as rotas dos peregrinos até a catedral de Santiago de Compostela. Para ser considerado um peregrino que cumpriu o caminho, é preciso ter feito os últimos 100 quilômetros a pé ou os 200 finais a cavalo ou de bicicleta. Os caminhos são:

Caminho Francês – começa em Saint-Jean-Pied-de-Port, na França, entra na Espanha por Roncesvalles, nos Pireneus, e serpenteia por 800 km até Compostela. Este caminho se liga ao Caminho Aragonês, com saída em Somport e distância total de cerca de 980 quilômetros.

Caminho da Prata – seu início se dá em Sevilha (Espanha), passando por Chaves e Ourense, o que o torna o mais longo dos caminhos, com cerca de 1000 km. Pouco sinalizada, é também a rota mais difícil.

Caminho Primitivo – com saída em Castroverde, na Galícia, tem cerca de 140 km

Caminho do Norte – sai de Ribadeo, também na Galícia, e tem cerca de 220 quilômetros.

Caminho Português – tem vários traçados e a maior parte deles entroncam em Valença do Minho, de onde se estende por cerca de 130 quilômetros. Os mais usados são os caminhados que saem de Fátima, do Porto ou de Braga.

Caminho Inglês – apesar do nome, começa dentro da Espanha mesmo, em Ferrol ou Coruña, e tem mais ou menos 120 km. É inglês porque, durante a Guerra dos Cem Anos (séculos 14/15), os britânicos precisavam passar por ele para não pisar na França.

Caminho de Finisterra – é a continuação do caminho após Compostela, chegando àquele que era considerado o fim do mundo terrestre pelos europeus da Idade Média.

Dia 5: Lugo / León – 220 km
Aluguel de carro Lugo / León – 220 km

A viagem de pouco mais de duas horas entre Lugo e León deixa os terrenos da Galícia para entrar em Castela e Leão (ou Castilla y León). No caminho, uma parada em Villafranca del Bierzo, cidade medieval super charmosa e de construções surpreendentes. Nessa cidade, a Catedral de Santiago, homônima da construção mais famosa da Compostela, é ponto de peregrinação do caminho e tem uma Puerta del Perdón do século 12 com larga história com os peregrinos.

Dia 6: León / Bilbao – 360 km
Aluguel de carro León / Bilbao – 360 km

A construção do Museu Guggenheim, aberto em 1997 – repleto de obras do século 20 (Picasso, Warhol, Koonig e outros), ele ficou famoso pelas formas inusitadas criadas por Frank Gehry. Depois da mudança visual, Bilbao passou a atrair pela gastronomia. A cozinha basca, que mistura ingredientes do mar com sabores da terra de forma criativa, virou uma das coqueluches dos gourmets no começo do século 21.

Dia 7: Bilbao / San Sebástian – 100 km
Aluguel de carro Bilbao / San Sebástian – 100 km

Em pleno norte espanhol, entre cidades medievais e rotas peregrinas, San Sebástian fica na divisa com a França e brilha como um dos destinos de verão favoritos dos europeus. Suas praias de águas em azul intenso fornecem o badalado cenário diurno; o noturno fica nas muitas mesas estreladas da cidade: a cidade é a capital da gastronomia basca, que, junto com a invenções do catalão Ferrán Adriá, mudaram o panorama gourmet mundial na última década.

Dia 8: San Sebástian / Burgos – 215 km
Aluguel de carro San Sebástian / Burgos – 215 km

Se estiver calor, vá para La Concha, a praia mais famosa da cidade, com uma ilhota no meio. A opção para quando o mar não está para banho é subir de carro o Monte Urgull, de onde se tem uma magnifíca vista do pedaço. No alto, há um castelo do século 16 e uma réplica (em pedra amarela) do Cristo Redentor brasileiro.

Dia 9 Burgos / Valladolid / Zamora / Miranda do Douro / Bragança – 330 km
Aluguel de carro Burgos / Valladolid / Zamora / Miranda do Douro / Bragança – 330 km

Deixando Burgos no caminho de volta para Portugal, você irá cruzar por pequenas cidades importantes para a história da Espanha medieval, sobretudo do período da expulsão dos mouros à expansão para as Américas.

Uma parada em Valladolid vai lhe introduzir a uma das cidades mais ricas da Espanha atual, movida pela indústria automobilística e outros negócios. Mas ela é também um ponto importante para a história, esplendorosa dos séculos 13 ao 17.

Outra parada interessante é Zamora, uma joia do estilo romanesco com igrejas dos séculos 13 e 14. A reentrada em Portugal, pela cidade de Miranda do Douro, marca a fronteira também das tradições: fundada por romanos e tomada por vários povos, a cidade tem muitas festas típicas, inclusive de influência celta (com gaitas de fole e saias para homens). Descanse em Bragança, principal cidade da região de Trás-os-Montes.

Dia 10 Bragança / Chaves / Porto – 260 km
Aluguel de carro Bragança / Chaves / Porto – 260 km

Perto da divisa com outros reinos, em uma época de disputas intensas, Bragança surgiu no século 12 já como cidade murada, com um castelo dentro. Não foi exclusividade local: muitas cidades da época foram erguidas assim em toda Europa, então dividida em pequenos reinos. Mas poucas permanecem tão preservadas quanto Bragança. Visite o Castelo, que possui uma Torre da Princesa como aquelas dos livros de contos de fadas. Antes de chegar ao Porto, faça um caminho mais longo e visite Chaves.

O ponto final (e inicial) deste roteiro para fazer com um carro de aluguel é a segunda maior cidade portuguesa: o Porto deve grande parte de sua riqueza ao vinho encorpado.

Vinho do Porto
Adocicado e com graduação alcoólica maior que outros vinhos, o Porto é bebido como digestivo. Ele é feito por um conjunto de uvas do qual faz parte a Touriga Nacional, a mais típica do Douro, e tem um tipo de aguardente usado na fermentação. Os melhores locais para degustar e comprar garrafas do Porto estão em Vila Nova de Gaia.

Alugue agora o carro que mais combina com essa viagem: www.mobility.com.br